SÃO JOÃO DOS PATOS | Com a saúde na U.T.I, prefeita Gilvana e sua filha secretária de saúde, já receberam mais de R$ 60 mil reais em diárias durante 2018 e 2019

Sem ambulância para atender a população patoense, SAMU inoperante sendo administrado por uma vereadora aliada, e com a filha sendo secretária municipal de saúde, a prefeita de São João dos Patos, Gilvana Evangelista, vai superando todos os ex gestores no quesito má administração e irresponsabilidade com o dinheiro público.

Para piorar a situação, onde a prefeita somente assina, pois quem manda na prefeitura é o ex gestor e marido da atual prefeita, José Mário, condenando por desvio de recursos públicos e inelegível, a prefeita e sua filha já recebam mais de R$ 60 mil reais em diárias durante o ano de 2018 é 2019.

Os registro do recebimento de diárias, está no portal da transparência do município》 ( http://diarias.saojoaodospatos.ma.gov.br/).

Somente no mês de junho 2019, a senhora Sanny Mara Evangelista, filha da prefeita e secretária de saúde, recebeu 2.974,40 ( Face o seu deslocamento a cidade de São Luís – MA,
para participar da 10º Conferência Estadual de Saúde, a realizar-se no período de 05 a 07 de Junho de 2019.), ou seja, em 3 dias, a filha da prefeita recebeu quase o valor de seu salário mensal ( R$ 3,500,00).

A farra de diárias não para por aí, em outra viagem para a capital São Luís, a senhora Sanny Mara Evangelista, dia 16/05 (Maio) recebeu R$ 1.397,20, (Face o seu deslocamento a cidade de São Luís – MA,
para participar de Reunião da Comissão Intergestora Bipartite- CIB-MA e Reunião de Pactuação do Projeto de Planificação da Atenção à Saúde/PlanifiSUS, no dia 17 de Maio 2019)

Logo após receber essa bolada toda em apenas uma diária, a secretária de Saúde de São João dos Patos foi agraciada no dia 24/05 com duas gordas diárias no valor de R$ 2.095,80 ( Face o seu deslocamento a cidade de São Luís – MA, para participar do Curso “Gestão dos Blocos de Financiamento do SUS”, a realizar-se nos dias 27 e 28 de Maio de 2019.)

Para completar a dose, a secretaria de saúde do município continua negando passagens de ônibus para pacientes que precisam se deslocar para a capital. O motivo para o boicote, seria prejudicar um vereador que faz um serviço social, arrumando consultas e exames para a população que não aguenta esperar um ano para fazer algum procedimento de saúde marcado através da Prefeitura Municipal.

A farra de diárias precisa ser investigada, e esclarecida para a população patoense.

Enquanto a saúde está na UTI, a prefeita e sua família está fazendo uma verdadeira farra com o dinheiro público.