URUÇUÍ: Delegado afirmou que aguarda pela volta das três viaturas da delegacia que estão quebradas. Secretaria de Segurança Pública informou que os veículos estavam em manutenção.  

Policiais ficam 20 dias sem viaturas e 40 mil pessoas estão sem atendimento no sul do Piauí

Delagacia Regional de Uruçuí, Sul do  Piauí, está há 20 dias sem viaturas. (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Delagacia Regional de Uruçuí, Sul do Piauí, está há 20 dias sem viaturas. (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Por meio de nota a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que as viaturas passaram por manutenção mecânica e voltaram à atividade ainda nesta quinta.

Segundo o delegado Francisco Célio, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) disse que os veículos precisavam de reparos técnicos. Porém o contrato com a oficina responsável pelos reparos estava vencido. “Eles falaram que semana passada ia voltar e agora passou para o fim dessa semana. Enquanto houver sexta-feira, eles vão adiando”, comentou o delegado referindo-se à secretaria.

O delegado afirmou ainda que a delegacia utilizava nos últimos dias somente uma caminhoneta, que era alugada. O veículo apresentou problemas e também foi levado para reparos. “Da Secretaria de Segurança mesmo, só tem um carro cela, que é uma viatura com giroflex, que é caracterizada, toda adesivada”, contou o delegado.

Francisco Célio também criticou a manutenção das viaturas. “Essa viatura, quando ia pra Teresina fazer a manutenção, eles só trocavam o óleo, nunca fizeram uma revisão mais detalhada, na direção ou suspensão, só trocavam o óleo e nada mais. Hoje ela está com os quatros pneus carecas e os agentes não andam nela de jeito nenhum. Está na oficina também”, disse o delegado.

Greve

Conforme o delegado, a falta das viaturas na delegacia regional afeta aproximadamente 40 mil pessoas dos municípios de Uruçuí, Ribeiro Gonçalves, João Costa, Bertolinia e Sebastião Barros. “Estamos sem fazer nada. A delegacia tem que ir pra rua, todos os dias, tem que ir pra rua e sem carro não tem como intimar, fazer ocorrência. Com a greve dos agentes, os serviços estavam prejudicados e agora mais ainda com a falta de viaturas”, afirmou.

No momento acontece uma paralização de sete categorias de trabalhadores da Segurança Pública, iniciada na terça-feira (3).

Deixe uma resposta