Dupla do C.V suspeitos de 12 homicídios são presos no interior de Amarante

Policiais Militares do 34º Batalhão de Polícia Militar de Amarante prenderam no final da tarde de quinta-feira (13) dois integrantes do Comando Vermelho suspeitos de 12 homicídios no estados de Goiás e Tocantins. A prisão aconteceu no povoado Patis, pertencente ao município de Sítio Novo – Maranhão. Eles foram identificados como Daniel Ferreira de Oliveira, 26 anos, e Artur Felipe Bernardes Cruz, 22 anos.

Os dois estavam em um veículo Creta de cor branca, placa OGZ- 6720, e uma moto Bros de placa OGM-3449. A polícia apreendeu também uma arma de fogo calibre 38 com numeração e quatro munições intactas.

As prisões foram feitas por uma guarnição composta pelo sargento Sebastião e soldado Lopes, sob o comando do Sub Tenente Rafael. Os dois homens presos são naturais de Goiânia e tinham chegado ao município no período da manhã.
A dupla tem uma lista grande de processos. Após serem presos, informaram que pertencem ao Comando Vermelho e que não poderiam ficar juntos com membros do PCC. Os policiais fizeram a condução deles para Imperatriz e apresentaram no Plantão Central da 10ª Delegacia Regional de Segurança.

Os dois não apresentaram o documento do veículo apreendido, apresentaram apenas uma procuração com data 06 de junho de 2019, enquanto o proprietário do veículo faleceu no ano de 2014. O caso foi repassado para o delegado Eduardo Galvão, que autuou Artur Felipe Bernardes Cruz pelo crime de posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e por posse e uso de documento falso.
Foi constatado um Mandado de Prisão da Justiça de Goiânia em desfavor de Daniel Ferreira de Oliveira, ele inclusive tem uma extensa ficha criminal pelos crimes de roubo e homicídios, inclusive responde processo pela morte de um casal no ano de 2012 na cidade de Araguatins. Já Artur Filipe Bernardes Cruz, quando foi preso em março de 2017, confessou já ter assassinado dez pessoas no setor Garavelo, na divisa de Goiânia com Aparecida. 
Os dois foram encaminhados, na manhã desta sexta-feira, para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz, onde ficarão a disposição da Justiça do Estado de Goiás e Tocantins.

 Os dois não apresentaram o documento do veículo apreendido, apresentaram apenas uma procuração com data 06 de junho de 2019, enquanto o proprietário do veículo faleceu no ano de 2014. O caso foi repassado para o delegado Eduardo Galvão, que autuou Artur Felipe Bernardes Cruz pelo crime de posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e por posse e uso de documento falso.

Foi constatado um Mandado de Prisão da Justiça de Goiânia em desfavor de Daniel Ferreira de Oliveira, ele inclusive tem uma extensa ficha criminal pelos crimes de roubo e homicídios, inclusive responde processo pela morte de um casal no ano de 2012 na cidade de Araguatins. Já Artur Filipe Bernardes Cruz, quando foi preso em março de 2017, confessou já ter assassinado dez pessoas no setor Garavelo, na divisa de Goiânia com Aparecida. 
Os dois foram encaminhados, na manhã desta sexta-feira, para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz, onde ficarão a disposição da Justiça do Estado de Goiás e Tocantins.

Informações Blog Noticia Da Foto