Absurdo!!! Blogueiro é vitima de tentativa de homicídio no Maranhão

O titular deste Blog esteve recentemente, em Fórum de Defesa de Comunicadores na cidade de São Paulo, e por incrível que pareça o Maranhão está entre os estados que mais são registrados casos de agressão, tentativa de homicídio e mortes de comunicadores no Brasil. O fato mais novo vem da cidade de Presidente Juscelino, na qual um sobrinho do prefeito e um motorista da prefeitura espancaram o jornalista e blogueiro Neto Cruz.

Neto Cruz foi “grampeado” pelo pescoço e levou socos e chutes 


Camisa do jornalista ficou rasgada

A tentativa de homicídio ocorreu na madruga desta segunda-feira (10), por volta das 00h30min, no município de Presidente Juscelino, o Jornalista e Blogueiro Neto Cruz foi covardemente espancado por duas pessoas ligadas à gestão do Prefeito de Presidente Juscelino, Magno Teixeira (PSDB). O profissional da imprensa faz críticas pontuais à gestão, estava na cidade fazendo cobertura jornalística sobre os 55 anos de emancipação política do município.

O primeiro agressor trata-se de Maycon Nanderson – vulgo “Nando” – sobrinho do prefeito Magno Teixeira e pessoa responsável, segundo interlocutores do Blog, por distribuir internet para órgãos da prefeitura. O mesmo já tem histórico de agressão na cidade e, antes do ocorrido, já havia tentado intimidar o Jornalista na festa que acontecia em praça pública, em alusão ao aniversário da cidade.Temendo o pior, Neto Cruz decidiu ir para casa, para se resguardar e manter sua integridade física, o que não foi possível. Poucos metros de onde acontecia o evento, o Jornalista foi abordado pelo sobrinho do prefeito, Maycon Nanderson e por um motorista que presta serviço na secretaria de educação do município, por nome Paulo Ricardo Guimarães – vulgo “Tatá” -, que segundo apurou o Blog estaria tentando concorrer ao cargo de Conselheiro Tutelar do município.Numa sequência de socos na cabeça, costas e costelas, os dois em conjunto rasgaram a camisa do Jornalista, além de tentá-lo arrastar a contragosto para longe do público, quando o mesmo foi socorrido por um morador do município, que lhe deu refúgio.Depois disso, ambos voltaram para o camarote que se localizava de frente para o palco onde a festa acontecia, como se nada tivesse acontecido e onde o prefeito, tio de Nanderson, estava presente. Acionados, os agentes da Polícia Militar presentes no local disseram que não “poderiam fazer nada”.Pela manhã, o Jornalista se direcionou à Delegacia Civil de Rosário, onde registrou ocorrência e já acionou seus advogados para tomas as devidas providências.

Informações Blog Felipe Mota