Homem que matou e jogou o corpo de um idoso de Benedito Leite dentro de um poço é preso pela Policia Civil do Tocantins

A POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO TOCANTINS, por meio de Policiais Civis integrantes da DHPP de Araguaína, na tarde de hoje em Araguaína, deram cumprimento a Mandado de Prisão Preventiva expedido pelo MM. Juiz de Direito da 1a. Vara Criminal da Comarca de Araguaína, Dr. Francisco Vieira Filho, em desfavor do nacional J. P. de O., vulgo “B.”, 32 anos, pela prática de crime de homicídio qualificado e ocultação de cadáver, tendo o crime ocorrido no período de 15 para 16 de março 2019, que teve como vítima o senhor JOSE VALDEMAR CARVALHO DA SILVA, chacareiro na localidade Projeto Assentamento Brejão. Segundo o Delegado Rérisson Macêdo, titular da DHPP de Araguaína, que presidiu as investigações, o autor e vítima moradoravam a uma distância de cerca de 2km, sendo que o autor convidou a vítima para “tomar umas pingas” na chácara em que estava morando, sendo a mesma de um tio dele, sendo que de lá a vítima teria desaparecido, não mais sendo vista até  ser encontrada, somente após dois dias do seu desaparecimento, dentro de um poço já sem vida, enrolado e amarrado em um lençol pertencente à chácara em que residia o autor, bem como, os barbante que foram usados para amarrar a vítima também pertenciam a chácara onde estaria residindo o autor. Uma testemunha teria visto a vítima pela última vez com vida na companhia do autor, ora preso, na tarde do dia 15, cada um em uma montaria animal, sendo a provável data em que se deu o crime, inclusive pelos resultados dos trabalhos periciais junto ao IML de Araguaína. O autor nega qualquer envolvimento com o crime, mas a equipe de investigação levantou informações de que o autor registra antecedentes criminais, respondendo por prática de crimes de furto e roubo, com condenação no Estado do Paraná, se encontrando nesta cidade em liberdade condicional. Para a Polícia Civil não resta qualquer dúvida da participação do acusado na autoria criminosa, onde após ser interrogado e passar por exames no IML, foi recolhido na CPPA, estando a disposição da Justiça Local.
Informações Blog Eduardo Sandes