Quadrilha que falsificava bingo no Ceará Piauí e Maranhão é presa dois integrantes são de Campestre

Maranhão Policial

Seis pessoas foram presas suspeitas de praticar golpes em casas de jogos nos estados do Piauí, Maranhão e Ceará. Segundo informações da Polícia Militar, os estelionatários atuavam há mais de dois anos e praticavam aproximadamente dois golpes por semana, totalizando em média de dez truques por mês e chegavam a arrecadar mais de R$ 50 mil. A prisão aconteceu na manhã de segunda-feira (5), na cidade de Picos, Sul do Piauí. Entre os preso dois são de Campestre do Maranhão.

Além de falsificar bingos, os suspeitos fraudavam os comércios das cidades por onde passavam aplicando cheques sem fundo e lesando comerciantes. O flagrante partiu de uma denúncia feita por um empresário, que suspeitou das ações dos estelionatários.

“Eles eram realmente especialistas. A gente conseguiu prender a quadrilha porque sábado os suspeitos participaram de um bingo, aqui em Picos, e o dono do bingo achou estranho, pois o grupo venceu muito rápido e ficou de pegar a premiação no domingo. O dono do bingo me ligou pra avisar que tinha achado estranho, porque eles não queriam a moto, que era a premiação. Eles só queriam R$ 5 mil e aparentavam estarem apressados. Eu disse para não pagar e encaminhei a polícia de Inteligência no local. Lá, eles confessaram os golpes”, disse o coronel Edwaldo Viana, comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar.
Ainda conforme o coronel, a quadrilha atuava dividida em três atuantes: uma parte ficava no hotel apurando informações sobre jogos pela cidade e outros três agiam diretamente nas ruas.

“É uma quadrilha interestadual. Falsificavam cartelas de bingos e ganhavam todos os prêmios, o último foi no Balneário aqui em Picos, onde já tinham ganho o prêmio de uma moto zero, em outras cidades ganharam até carros, inclusive um de modelo Jeep. Na abordagem, foi encontrado muito dinheiro. Os três que foram presos acabaram entregando os outros que estavam em um hotel, inclusive já estavam com outras cartelas de bingos clonadas, prontos pra mais golpes”, concluiu o coronel.

A quadrilha foi encaminhada para a Central de Flagrantes da região e responderão por estelionato. A polícia investiga se há outros crimes por parte da quadrilha. Parte dos materiais falsificados e dos sorteios foram apreendidos.

Fonte:Nardele Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *