Arsenal de armas de uso restrito das forças armadas estão nas mãos de criminosos, em Balsas

Maranhão Policial

Fuzis, pistolas, escopetas, espingardas, espadas, facas e cerca de 5 mil munições foram apreendidos e parte desse arsenal está desaparecida.

Em operação realizada pela Polícia Militar,através da Rádio Patrulha e Serviço da Inteligência, neste domingo (04), foi apreendida parte de um arsenal de armas e munições de propriedade de um colecionador já falecido no cidade de Balsas.

Conforme informações do Tenente Coronel Juarez Medeiros Sobrinho, que comandou a operação, a PM recebeu uma informação de que um indivíduo conhecido por Luís Fernando Franco Nascimento, vulgo Neguim do Coió, estava de posse de 2 fuzis de calibre 762, uma escopeta calibre 12 e munições de uso restrito das forças de segurança como 9 milímetros, ponto 40 e ponto 45.

A PM começou a diligenciar e, neste domingo, recebeu a informação de que havia ocorrido um arrombamento a uma residência, atrás do Parque de Exposição, que estava abandonada há mais de 6 meses. A casa era de propriedade de um senhor, que falecera há cerca de 3 anos, que era um colecionador de armas, membro do Clube de Tiros e que, provavelmente, as armas sejam registradas em seu nome. Há cerca de 6 meses, a esposa que ficara na casa teve problemas de saúde e se mudou para o estado do Paraná, deixando a residência apenas com uma pessoa cuidando dos cachorros.

“Diante disso, 3 criminosos arrombaram dois cofres, nos quais havia armamentos pesados. Foram levados 2 fuzis calibre 762, 4 escopetas calibre 12, vários rifles, pistolas 9 milímetros, ponto 40, ponto 45 e 765 e muita munição. Parte dessas armas são de uso restrito das forças armadas”, ressaltou o Coronel Medeiros.

Munições e insumos para fazer recarga de munições

Na residência, a PM encontrou: 2 Rifles ponto 44, várias Espingardas, 1 Revólver, 2 Pistolas e cerca de 5 mil munições de vários calibres como 762, ponto 40, 9 milimetros, ponto 38, ponto 380, calibre 12, uma vasta quantidade de insumos: pólvoras, chumbos, máquinas de recarga o suficiente para reabastecer cerca de 10 mil munições. A PM está catalogando ainda para que seja aberto o inquérito desse armamento e munições encontradas.

Também faziam parte do arsenal várias dezenas de facas, várias espadas e punhais. “A PM recolheu todo esse material para evitar de serem levadas por marginais, mas serão devolvidas para a família”, com relação aos armamentos e munições, “serão encaminhadas a Polícia Civil para que seja instaurado um inquérito policial”, disse Medeiros.

As polícias Militar e Civil estão empenhadas na tentativa de recuperartodas as armas que foram levadas e que estão na mão da marginalidade e que podem causar muito mal a sociedade

Fonte:Diário Sul Maranhense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *