Padastro mata enteado, estupra bebê de 5 meses e depois mata a criança

Maranhão Pastos Bons

Maria Vitória Veras dos Santos, de 5 meses, morreu ao meio-dia desta segunda-feira (15), devido aos graves traumas decorrentes de agressão e com sinais de violência sexual. O padrasto está preso suspeito de estuprar e matar a menina e do homicídio do irmão dela, Kaio de Sousa Santos, de 11 anos.
A menina teve perfuração de pulmão e morreu em decorrência de uma insuficiência respiratória no hospital regional Tibério Nunes, em Floriano, 144 km de Teresina.

De acordo com o pediatra que atendeu a criança, a menina chegou ao hospital no sábado (13) com múltiplos traumas, sendo o mais grave uma fratura de tórax. Uma das costelas causou perfuração de pulmão.

Os médicos realizaram a entubação, para que a menina respirasse com ajuda de aparelhos, e uma drenagem de tórax, que não foram suficientes. A menina morreu na UTI.

Investigação
Maria Vitória era irmã do garoto de 11 anos que morreu na madrugada do dia 13, em Brejo do Piauí. A polícia investiga o padrasto das crianças, suspeito das agressões. Inicialmente, ele teria informado aos policiais que o garoto seria o responsável por agredir a irmã. A polícia, contudo, acredita que o homem derrubou o bebê da cama, causando os traumas.

“No interrgatório, ele alegou que apenas conteve a criança de 11 anos, porque ele [Kaio] estaria possuído por um espírito maligno, mas a declaração de óbito atestou a morte do menino por estrangulamento, o que se une ao depoimento da mãe da crianças. Quanto à bebê, pedimos também uma perícia sexológica, porque a mãe disse que ele era muito possessivo e tinha ciúmes da menina, e o laudo deu positivo para violência sexual”, declarou o delegado Yan Brayner.

A mãe informou em depoimento que o padrasto matou o garoto e agrediu a menina. Ainda não há informações a respeito da motivação do crime. Ele está preso em flagrante e deverá responder por estupro de vulnerável e duplo homicídio.

Com informações do G1-PI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *