Padrasto é preso por dopar, estuprar e filmar abuso em enteada de treze anos

Fuxicos

 

Um homem identificado apenas como Orleano Cantuário, 32 anos, foi preso acusado de dopar, estuprar e filmar o ato de violência sexual contra a própria enteada, uma adolescente de apenas 13 anos, no município de União.
A prisão preventiva, efetuada na última quinta-feira (06), ocorreu após mandado expedido pela Justiça, já que o caso ocorreu dia 20 de junho deste ano e o inquérito policial já foi concluído pela Polícia Civil.
De acordo com informações do delegado Ricardo Moura, titular do 20º Distrito Policial de União, Orleano Cantuário colocou uma substância, provavelmente sonífero, no café da menor e praticou o estupro enquanto a mesma dormia. Não satisfeito, utilizou o próprio aparelho celular para gravar o estupro.
 
Sonífero no café
Segundo o delegado, a companheira do acusado e mãe da vítima, não identificada, encontrou o vídeo e imediatamente acionou a polícia. “Ele [suspeito] colocou sonífero no café dela e da mãe. As imagens foram analisadas”, disse.
O acusado recebeu intimação e compareceu na delegacia, onde foi preso e indiciado por estupro de vulnerável. Conforme o delegado, não houve penetração, no entanto, os indícios apurados no decorrer das investigações configuram o crime de estupro.
(Cidade Verde)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *